15/08/2013
Delegado Bradock assume Delegacia de Castro

Assessoria


Conhecido pelo seu jeito linha dura e por cultivar estilo de se vestir cinematográfico, com roupas camufladas, e muitas armas, quem assume a 43ª Delegacia Regional de Polícia de Castro é o delegado Mário Sérgio Zachesky. Justamente pelo seu estilo de se vestir e agir, o delegado é mais conhecido como Bradock, mesmo nome do personagem de três filmes do ator americano Chuck Norris. Conforme a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Paraná, a portaria que deverá definir Bradock como o novo delegado de Castro pode ser publicada nesta sexta-feira (16).

Bradock, que sai da Delegacia de Ubiratã, é natural de Ponta Grossa. "Estou muito feliz porque até então, na minha carreira como delegado, nunca havia tido a oportunidade de trabalhar nesta região, perto da minha cidade natal".

Nesta quinta-feira (15), ele se reuniu com o comandante da 3ª Companhia da Polícia Militar em Castro, capitão Marcelo Moreira Só; a secretária municipal de Segurança Pública, Regina Vassão Iezak; o comandante da Guarda Municipal, José Carlos Ferreira e o superintendente de Segurança Pública, Paulo Torres da Silva; na Delegacia, onde conversou também  a imprensa.

Bradock tem consciência de que assume a Delegacia de Castro em um momento delicado, em que acusações de extorsão e outros crimes envolvem sete pessoas, entre os quais estão dois guardas municipais e funcionários da Polícia Civil de Castro. "O que chegar em minhas mãos sobre este caso não vai ficar parado. Não podemos tolerar que pessoas que usam farda cometam este tipo de coisa. A população deve ter confiança na polícia, não medo. Não aceito trabalhar com corrupto", enfatiza. "O objetivo da polícia é oferecer condições de uma vida tranquila à população. Não podemos admitir que as pessoas fiquem em casa com medo do bandido que está solto na rua", enfatiza.

Bradock afirma que deve trabalhar próximo da população e da imprensa. "Minha casa não tem tramela", exalta, acrescentando que estará sempre disposto a atender quem procurar a Delegacia. "Busco um relacionamento sincero e produtivo com a Polícia Militar de Castro  e a Guarda Municipal, que estão direto na rua. E, tenho certeza que teremos uma boa parceria. Não sou delegado de ficar atrás da mesa. Policial tem que conhecer as vilas, os bairros, o interior, os distritos", destaca.

O delegado aponta que entre as suas prioridades estará a solução dos homicídios. "Todos os crimes devem ser combatidos. Mas, quanto mais tempo demora para que um homicídio seja solucionado, mais difícil fica encontrar o culpado, porque as provas vão sumindo. Por isso a atenção que precisamos dar para este tipo de problema. Além, é claro, do combate ao tráfico de droga, que é o maior catalizador de todos os crimes", observa Bradock. Ele também afirma que deve trabalhar para fazer com que a Lei Municipal 36/2011, que proíbe bares e similares de funcionarem após a meia-noite, seja cumprida. "Há um número absurdo de crimes que acontecem nos bares. Não vamos tolerar bar aberto de madrugada e vamos intensificar a fiscalização sobre as festas - exigir que sejam realizadas apenas se tiverem todas as liberações e alvarás. Também vamos conscientizar os donos de postos de combustíveis sobre a venda de bebida alcoólica. Primeiro vamos conversar, mas se der confusão nestes locais devido ao consumo de álcool, os proprietários serão indiciados. Se não pode dirigir bêbado, para quê vender bebida alcoólica em posto de combustível?", questiona o delegado, afirmando que devem ser intensificadas as ações para evitar som alto em residências e carros. "O jogo comigo é duro. Eu gosto de trabalho sério, sem extrapolar a lei, mas não vamos afrouxar", avisa.

Para a secretária municipal de Segurança Pública, Regina Vassão Iezak, a segurança pública de Castro tem muito a ganhar com a vinda do delegado Bradock. "Bradock é reconhecido nacionalmente pelo trabalho de moralização e pelo seu estilo de trabalhar que resultou em crimes solucionados e bandidos presos. Creio que é o delegado ideal para assumir a delegacia de Castro neste momento e será fundamental para que seja resgatada a credibilidade da polícia em Castro", expõe.

"Assumir a Delegacia de Castro hoje não é bem confortável, porque a cadeia está superlotada e precisamos de uma equipe maior. Mas, a gente que é guerreiro não escolhe nem terreno, nem inimigo. Qualquer campo é campo para guerrear. O inimigo é o bandido lá fora e o amigo é o cidadão de bem. É com foco nisso que devemos trabalhar", diz o novo delegado, acrescentando que para realizar seu pretende otimizar os recursos e contar com o apoio da PM e Guarda Municipal. "Além disso, a população deve ser nossa maior aliada. Quando as pessoas sentirem que podem confiar nesta equipe e no trabalho, com certeza vão colaborar com nosso trabalho", frisa. 

COMPARTILHAR

ENVIE SEU COMENTÁRIO

NOME:
EMAIL:
MENSAGEM:
*Seu comentário será avaliado e aprovado antes de ser publicado. E somente aprovaremos comentários com o nome completo e o e-mail do leitor.
Plantão da Cidade Online - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho - RPR (MT) - 4450
Comercial: (42) 3028-2377 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade.