Ponta Grossa - Paraná
A Princesa dos Campos Gerais
Cidade de Vila Velha
 Ponta Grossa, terça-feira 19 de junho de 2012






 

 

Prefeito de Tibagi avalia
participação na Rio+20
Peter Allan – Assessoria/Fotos: Letícia Albuquerque

Durante o último sábado (16), em evento paralelo a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, o prefeito de Tibagi Sinval Silva (PMDB) e a secretária de Meio Ambiente, Letícia Albuquerque apresentaram juntamente com outras 30 experiências convidadas pelo Ministério do Meio Ambiente o funcionamento do programa Recicla Tibagi. O  Seminário Técnico Sobre Biodiversidade e Gestão do Meio Urbano, aconteceu na tarde de sábado, das 13h às 18h no Parque dos Atletas, Rio de Janeiro.

“A questão da sustentabilidade traz o debate para que a sociedade reflita sobre todos os assuntos que dependem e influenciam a vida na terra. Desde a Rio 92, quando o foco era o buraco da camada do ozônio, despertou a sociedade mundial para os efeitos que o desenvolvimento estava causando para o meio ambiente”, conta o prefeito. “O seminário sobre a biodiversidade evidenciou que os grandes problemas ambientais estão na cidade, onde está a grande concentração de pessoas nos municípios. E preciso discutir e não epenas isso, mas agir para que as ações humanas interfiram o mínimo possível e o impacto seja menor”, enfatiza.

Sinval destaca que no evento foi bastante discutido o desenvolvimento e aplicação do índice de biodiversidade nas cidade. “É conhecido como índice de Singapura. Esse índice, de aplicação local, é composto por 25 indicadores que avaliam desde a área verde e parcerias com instituições até o orçamento dos municípios destinado a projetos de biodiversidade. Cada indicador tem quatro pontos, que somados totalizam 100 pontos. Quanto mais pontos, melhor a situação da biodiversidade de uma cidade”, detalha.

“Cidades como Curitiba, Nagoya, Montreal e Edmonton, no Canadá, Joondalup, Austrália e Bruxelas, Bélgica, são cidades que estão testando esses indicadores. O índice servirá como uma 'auto-avaliação' para o gestor da cidade, pois poderá identificar as falhas e os acertos das políticas e ações implementadas”, explica.

Sinval recordou um exemplo ocorrido no município que despertou a atenção da comunidade quando uma onça-parda invadiu uma localidade, próxima ao centro da cidade, em 24 de outubro do ano passado. “Quando este fato aconteceu todos se assustaram, mas é preciso compreender que a onça sempre morou naquela região, nós que, como o passar do tempo, fomos invadindo seu território. É preciso compreender esse tipo de situação e evitar que casos como esse se repitam no futuro, como o crescimento desenfreado dos grandes polos”, enfatiza.

Relembre o caso: http://www.tibagi.pr.gov.br/site/modules/news/article.php?storyid=2666

Cúpula dos Povos
Além da apresentação do prefeito no Seminário Sobre Biodiversidade e Gestão do Meio Urbano, o Recicla Tibagi também foi apresentando no espaço Cúpula dos Povos, pela presidente da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis, Aline Taques. Outro programa municipal que esteve na Rio+20 foi o programa de habitação, EcoMoradia.

A Cúpula dos Povos na Rio+20 é um evento organizado pela sociedade civil global e marca os 20 anos da Rio 92 ou Eco 92. Faz parte de um processo de acúmulos históricos e convergências das lutas locais, regionais e globais, que tem como marco político a luta anticapitalista, classista, antirracista, antipatriarcal, e anti-homofóbica.

O evento
Neste encontro, o Ministério do Meio Ambiente viu uma oportunidade para levantar estas questões e discuti-las com gestores públicos para ampliar os diálogos e as redes que tratam das problemáticas ligadas às interações entre Biodiversidade e Cidades. Desta forma o MMA teve a iniciativa de realizar o seminário "BiodiverCIDADE: Como Considerar a Biodiversidade na Gestão do Meio Urbano" com o objetivo de introduzir o tema da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos na pauta dos governos subnacionais através da apresentação de uma metodologia de trabalho para a conservação da biodiversidade baseada no Guia de Ações e Estratégias para a Biodiversidade Local idealizado em conjunto pela Convenção para Diversidade Biológica, Universidade das Nações Unidas - Instituto de Estudos Avançados (UNU-IAS) e o ICLEI.

A agenda e a realização desta iniciativa estiveram a cargo dos pesquisadores da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e dos técnicos do Centro Internacional de Formação de Atores Locais para a América Latina (CIFAL).

A programação teve apresentação do contexto geral em torno dos impactos do ambiente urbano na biodiversidade e conjunturas ambientais, econômicas e sociais que envolvem o meio ambiente, as cidades e seus habitantes.

As sessões participativas ofereceram aos presentes a oportunidade de simular negociações e chegar a consensos, ideias e soluções comuns para gerir o bioma local, tendo por base uma determinada área hipotética formada por quatro cidades e na fronteira de dois governos estaduais. O resultado é o estabelecimento de uma plataforma de diálogo para gerir a conservação da biodiversidade e a solução de questões ambientais que afetam a qualidade de vida da população da região.

 





 

 

Plantão da Cidade OnLine - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho
 - RPR (MT) - 4450
Comercial: Maria Jacira Castilho - Telefones: (42) 3028-2377 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade