Ponta Grossa - Paraná
A Princesa dos Campos Gerais
Cidade de Vila Velha
 Ponta Grossa, terça-feira 19 de junho de 2012






 

 

Tibagi confirma quatro
casos da gripe  da H1N1
Peter Allan - Assessoria

A secretaria de Saúde de Tibagi confirmou nesta segunda-feira (18), o quarto caso da gripe H1N1. Três casos foram registrados em crianças e um adulto. A secretaria orienta que todos os casos de gripe sejam procurados a unidade de saúde mais próxima.

“É importante tranquilizar a comunidade de que não precisa se desesperar com essa notícia. O Ministério da Saúde já considera a gripe H1N1 igual a sazonal. Há agravação em casos que tem algum tipo de complicação associada”, explica a enfermeira Bibiane Borgo, coordenadora da Vigilância Epidemiológica.

A secretária municipal de Saúde, Elisângela de Carvalho, alerta para que todos os casos de gripe sejam tratados rapidamente. “O hospital da cidade e todas nossas unidades estão preparados para atender esses tipos de caso. Independente de apresentar os sintomas da nova gripe, é importante procurar uma unidade de saúde”, orienta.

Paraná
O Paraná já registra cinco mortes pela gripe A em 2012. O número foi confirmado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na manhã desta segunda-feira (18). Uma das mortes ocorreu em março, no município de Astorga, Norte do estado. Um paranaense morreu no Maranhão, em janeiro. A Sesa não informou em quais regiões do estado foram registrados os outros três óbitos. Os dados devem ser divulgados até terça-feira (19).

Sessenta e quatro casos de gripe A foram confirmados no estado neste ano. A Sesa reforçou a orientação aos médicos para que receitem o antiviral asoltamivir (Tamiflu) em caso de suspeita pelo vírus H1N1. De acordo com nota emitida pela secretaria, todos os municípios paranaenses têm estoques do medicamento, tanto nas apresentações pediátricas quanto adultas. O remédio é distribuído gratuitamente, com prescrição médica.

Segundo a Sesa, o medicamento foi distribuído também nos setores de urgência e emergência dos hospitais particulares do estado para facilitar o início do tratamento.

Cuidados
As temperaturas mais baixas favorecem não só a proliferação da gripe A, mas também de outras síndromes respiratórias. A Secretaria de Saúde destaca uma série de medidas para diminuir as chances de contágio. Dentre elas estão: lavar bem as mãos com água e sabão após tocar em superfícies como mesas, computadores de uso comum, maçanetas e botões de elevador; manter os ambientes bem ventilados; cobrir a mão e o nariz com lenço descartável sempre que tossir ou espirrar; não compartilhar alimentos e objetos de uso pessoal e sempre que possível utilizar o álcool gel para higienizar as mãos.

Vacina
Mais de 1,5 milhões de paranaenses foram imunizados neste ano contra a gripe. O estado atingiu outra meta importante: vacinou 87% da população de crianças de seis meses a dois anos, gestantes, idosos e profissionais de saúde, superando a meta do Ministério da Saúde, de imunizar 80% desses segmentos. As unidades de saúde que ainda têm doses da vacina contra a gripe podem continuar imunizando a população, priorizando pacientes com doenças crônicas, que são mais suscetíveis às doenças respiratórias.

 





 

 

Plantão da Cidade OnLine - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho
 - RPR (MT) - 4450
Comercial: Maria Jacira Castilho - Telefones: (42) 3028-2377 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade