Ponta Grossa
Cidade de Vila Velha
Princesa dos Campos Gerais

 

 



 

 

 

 

 

 

Ponta Grossa, quinta-feira, 24 de setembro de 2009
 
UEPG é destaque em encontro nacional
de Comitês de Bacias Hidrográficas

Leia também:

Política
»
Câmara de Ponta Grossa não tem
estrutura para mais oito vereadores

» PEC dos Subsídios pode
salvar salários da segurança
Geral
» Barbiero confirma inscrição
de Ponta Grossa no Pronasci

»
Obra dos novos acessos só
depende de ordens de serviço

» Prefeitura trabalha para
viabilizar a 20ª München

» Castro promove Semana do Idoso
» Quero-Quero e Ouro Verde
recebem o “Horta em Casa”

» Clube Estrela da Manhã, de
Tibagi, comemora 59 anos

» Concurso público já conta
com mais de 500 candidatos

» UEPG é destaque
em encontro nacional

» Conferência Municipal de Saúde
de Telêmaco será nesta quinta-feira

» Escolas de Tibagi recebem
recursos do PDE

» Escolas de Telêmaco Borba ampliam
aprendizado incentivando brincadeiras

» Desenvolvimento Urbano de
Castro tem novo secretário

O Fórum Estadual de Bacias Hidrográficas decidiu nesta quarta-feira (23), na Secretaria do Meio Ambiente, os projetos que irão representar o Paraná, em novembro, no XI Encontro Nacional de Comitês de Bacias Hidrográficas, em Uberlândia/MG. Os trabalhos “Recuperação Ambiental na Microbacia do Rio Tibagi – Manancial Alagados”, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), e “Monitoramento da Qualidade da Água da Bacia do Alto-Iguaçu”, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC/PR), foram os escolhidos.

No encontro nacional, que debaterá a gestão integrada dos recursos hídricos no país, todos os estados apresentam um trabalho na área, mas, segundo José Luiz Scroccaro, coordenador de Recursos Hídricos da Secretaria do Meio Ambiente, o fórum tentará apresentar os dois trabalhos. “São dois bons trabalhos, muito relevantes para o encontro, por isso optamos pelo dois”, explicou.

O primeiro projeto escolhido sobre o manancial dos Alagados foi desenvolvido por uma equipe acadêmica do Núcleo de Estudos do Meio Ambiente da UEPG, sob coordenação do professor Fernando Pilatti, que realiza um levantamento dos problemas ambientais do manancial que abastece toda a cidade de Ponta Grossa.

Entre os problemas mais graves encontrados em Alagados constam: atividade irregular de suinocultura (que contaminavam o solo), erosão mineraria, erosão agrícola de ciliar, destruição da Mata Ciliar do manancial, vegetação exótica (pínus), falta de saneamento básico rural e água tratada, além de má exploração da atividade turística, segurança e transporte.

“O trabalho começou quando o Ministério Público convocou alguns órgãos para participar da restauração do manancial, que estava em situação precária. Tivemos a ajuda da Sanepar, Copel e América Latina Logística, que são usuários da bacia, e a partir daí conseguimos dar os primeiros passos desta experiência bem sucedida. Sem a integração e a contribuição de cada agente não teríamos tanto sucesso”, comentou Pilatti.

Já o segundo trabalho, que trata da bacia do Alto-Iguaçu, foi elaborado por técnicos do Instituto Ambiental do Paraná e pelo professor de engenharia ambiental da PUC/PR. A pesquisa reúne exames de monitoramento da qualidade da água da bacia desde 1992 até 2008, com o objetivo de criar novos indicadores da qualidade da água dos rios paranaenses.

Os critérios para a escolha do projeto foram os objetivos, os recursos utilizados para aplicação do trabalho, a metodologia aplicada, as parcerias firmadas e os benefícios que este projeto irá trazer para o estado.

 

 

 

Plantão da Cidade OnLine - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho
 - RPR (MT) - 4450
Comercial: Maria Jacira Castilho - Telefones: (42) 3028-2377 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade