Ponta Grossa - Paraná
A Princesa dos Campos Gerais
Cidade de Vila Velha
 Ponta Grossa, quinta-feira 17 de maio de 2012






 

 

Universidades e Iapar recebem
R$ 15,8 milhões para pesquisa

As universidades estaduais e o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) receberão R$ 15,8 milhões do Fundo Paraná para investimentos em infraestrutura e pesquisas. Os convênios foram assinados na sede da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, na terça e na quarta-feira (15 e 16).

O secretário Alípio Leal destacou que os recursos são fundamentais para melhorar o desempenho do ensino, em todos os níveis. “Também serão reforço às atividades de pesquisa e inovação, possibilitando que as metas de governo sejam cumpridas”, afirmou.

O projeto do Iapar “Produção de Sementes Genéticas e Básicas para o Desenvolvimento da Agropecuária Paranaense” receberá R$ 3 milhões. Para o diretor-presidente do Iapar, Florindo Dalberto, o projeto possibilita a modernização do sistema agropecuário. “Com os investimentos realizados será possível dar as respostas para alcançar as metas de governo, com a promoção da inovação, com sustentabilidade”, disse.

Projetos
As universidades receberão, a partir da próxima semana, R$ 12,8 milhões do Fundo Paraná, para aplicação em 12 projetos de pesquisa e para melhorar a infraestrutura.

A Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e Universidade Estadual de Maringá (UEM) tiveram dois projetos assinados cada. A maioria diz respeito à construção de infraestrutura para os campi dessas instituições de ensino. Na área acadêmica, um dos projetos da Unicentro pretende gerar um protótipo de célula fotovoltaica para geração de energia solar.

Na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), o projeto aprovado faz parte de pesquisa sobre uma estratégia cirúrgica para o tratamento de diabetes tipo 2. Na Universidade Estadual do Norte do Paraná, será montado um núcleo de estudos de agroecologia, que inclui capacitação continuada de professores da educação básica e a expansão do Programa Paranaense de Certificação de Produtores Orgânicos.

Infraestrutura
Os projetos aprovados pelo Fundo Paraná para aplicação em infraestrutura preveem melhorias na Clínica Veterinária de Grandes Animais da Unicentro; conclusão do bloco administrativo do campus Toledo da Unioeste, que também vai construir instalações para o Instituto de Pesquisa em Aquicultura Ambiental.

A UEM vai receber recursos para readequar as instalações do Restaurante Universitário, em Maringá, e para o restaurante do campus de Umuarama. Na Universidade Estadual de Londrina, serão construídas a Clínica Odontológica Universitária e a Clínica de Especialidades Infantis. Os recursos também serão usados como contrapartida em projetos de implantação e consolidação de infraestrutura de pesquisa.

Recursos
O Fundo Paraná apoia programas e projetos de pesquisas institucionais, vinculados ao desenvolvimento científico e tecnológico do Estado, que atendam aos critérios e normas definidas na Política Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (PDCT). O Fundo Paraná é administrado pela unidade gestora, vinculada à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

O fundo é formado por 2% da receita tributária estadual. Por lei, os recursos são distribuídos até o limite de 50%, a programas e projetos estratégicos de órgãos e entidades públicas e privadas. Do restante, até 30% são aplicados na Fundação Araucária, para o fomento a projetos individuais de pesquisa científica, à formação de recursos humanos e à instalação de instituições científicas públicas e privadas; e até 20% são aplicados no Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para a certificação de produtos e o apoio a projetos de desenvolvimento tecnológico.

 





 

 

Plantão da Cidade OnLine - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho
 - RPR (MT) - 4450
Comercial: Maria Jacira Castilho - Telefones: (42) 3028-2377 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade