Ponta Grossa - Paraná
A Princesa dos Campos Gerais
Cidade de Vila Velha
 Ponta Grossa, quinta-feira 17 de maio de 2012






 

 

Transporte coletivo: Gratuidades
devem ser renovadas em junho
Érica Busnardo - Assessoria

A partir do dia 4 de junho, as pessoas com direito à isenção tarifária no uso do transporte coletivo municipal de Ponta Grossa devem fazer o renovação dos bilhetes. O recadastramento deve ser feito nas próprias entidades em que o beneficiário obteve o cartão eletrônico. O prazo para a renovação do benefício é até o dia 31 de junho. O bloqueio dos cartões que não foram renovados começa no dia 1º de julho.

Para fazer o recadastramento é preciso apenas que o próprio beneficiário compareça à entidade em que se cadastrou portando um comprovante do INSS (como a aposentadoria por invalidez) ou um comprovante de renda (que também pode ser o emitido pelo INSS). Em função das salvaguardas ao sistema, o próprio beneficiário é que deve se apresentar para o recadastramento, sendo vedada sua representação por terceiros.

Pessoas que não participam de instituições podem fazer a renovação através da Fundação Proamor. Já quem fez o cadastro direto no guichê do Terminal Central, devem retirar o documento do 12h às 17h e carimbar no INSS.

Segundo o chefe da Divisão de Fiscalização Viária, Luiz Eduardo Lemes, a renovação visa atualizar o cadastro municipal e manter o benefício daqueles que realmente precisam durante um ano. Em Ponta Grossa, a cada mês, as pessoas isentas das passagens do transporte coletivo giram as roletas do ônibus 400 mil vezes, o que representa ao município uma despesa mensal de cerca de R$ 880 mil.

 

 





 

 

Plantão da Cidade OnLine - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho
 - RPR (MT) - 4450
Comercial: Maria Jacira Castilho - Telefones: (42) 3028-2377 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade