Nova pagina 5

CAPA

EXPEDIENTE

Plantão/História

Prefeitos

Vereadores

Política

Eleições 92 a 04

Câmara Municipal

Executivo Municipal

Imprensa

Rádio Santana

Fotos

Anteriores

Outubro/05

01 04 05 06 07 08 11
12 14 15 18 19 21 23
25 26 27 28 29 - -

Novembro/05

01 02 04 05 08 12 15
17 18 19 22 23 24 25
26 29 30        
Dezembro/05
09 10 13 14 15 16 17
20 21 22 27 28    
Janeiro/06
11 12 13 17 18 19 20
22 25 26 28 31    
Fevereiro/06
01 02 03 07 08 09 10
11 14 15 16 17 21 22
23 24 25        

Março/06

02 03 04 07 08 09 11
14 15 16 17 18 21 22
23 24 25 28 29 30 31
Abril/06
04 05 06 08 11 12 13
18 19 20 21 25 26 27

Para retornar à página atual, clique na logomarca do Plantão


Um passeio pela História de
Ponta Grossa

  Ponta Grossa - Paraná -  

Deputados aprovam salário mínimo
de R$ 427,80 em primeira discussão

A Assembléia Legislativa aprovou, ontem, em 1ª discussão, a proposta do governador Roberto Requião, que fixa o salário mínimo no Paraná entre R$ 427,00 e R$ 437,80. O projeto recebeu 49 votos favoráveis entre os 50 deputados presentes e, devido a uma emenda proposta, será votado mais uma vez na próxima segunda-feira. A votação foi acompanhada por centenas de trabalhadores mobilizados pelas cinco centrais trabalhistas do Estado, associações de classe e federações.


MP questiona omissão de prefeitura em
relação a bares que abusam do som

A Promotoria de Justiça de Ponta Grossa expediu ofício ao prefeito Pedro Wosgrau, para que informe o Ministério Público do porquê da não-fiscalização por parte do poder público em bares, boates e similares que são conhecidamente perturbadores do sossego. De acordo com o promotor
Fuad Faraj, o MP-PR tem recebido várias reclamações da comunidade cobrando o fechamento de estabelecimentos que abusam do volume do som, entre outras queixas. "Não entendo como esses locais permanecem funcionando se infringem cotidianamente o código de posturas municipal", afirma Faraj. No ofício, ele questiona o motivo da omissão da Prefeitura, "a despeito de ser o detentor do poder de polícia", e pede resposta da administração municipal em até cinco dias. (Fonte: MP/PR)

Câmara rejeita ônibus de graça
para associações de moradores

Com 8 votos contrários foi derrubado, ontem, projeto do vereador Gerveson Silveira, que propunha a gratuidade da passagem do transporte coletivo, sem limites, aos presidentes das associações de bairros. O fator principal que levou à rejeição foi o fato de o Legislativo ter constituído Comissão Especial justamente para rever o número de leis que concedem descontos e isenções da passagem.

  Polini diz que, melhor mesmo, é
acabar de vez com o benefício

Na opinião de Polini, nem mesmo os presidentes de associações querem a gratuidade, o que disse com base em depoimento de um desses dirigentes, que garantiu ter ouvido. “Ele acha um absurdo e me disse que não aceitaria a isenção”, contou, considerando que os 30 passes que a lei garante, hoje, são mais que suficientes.

Interessante, ontem, foi que os oito vereadores que rejeitaram o projeto da isenção da tarifa do transporte coletivo para os presidentes de associações de bairro, dizendo-se preocupados com o reflexo no bolso dos usuários que pagam para andar de ônibus, acabaram votando pelo “13º” dos taxistas. E nem se preocuparam com o reflexo no bolso dos trabalhadores que, em dezembro, precisarão usar o transporte individual de passageiros. Tem coisa, na política, que, realmente, não dá pra entender. (Leia mais)

Wosgrau entrega
carros a entidades

Os veículos – 8 Kombi e 2 Uno Mille – foram adquiridos com recursos da Zona Azul. O prefeito Wosgrau lembrou que a aquisição só foi possível depois da quitação das dívidas do sistema, que eram de cerca de R$ 150 mil.


Agora, também nas bancas


UEPG abre dia 6 inscrições
para o vestibular 2007

Comunidade de Ponta Grossa
participa do novo Plano Diretor

Uma audiência pública no próximo dia 10, às 19h, na Câmara Municipal, marcará uma nova fase na elaboração do Plano Diretor do Município, seguindo o que estabelece o Estatuto da Cidade , possibilitando a participação direta da população.

 

Emenda de sobre Mínimo Regional
entra em votação na segunda-feira


Proposta aumenta piso do servidor
de R$ 540,00 para R$ 580,00 


Inadimplência cai 16,6%
em abril, em Ponta Grossa



 

 

 








 


Três anos
sem Medicina


 

Calendário Eleitoral - 2006