Ponta Grossa
Cidade de Vila Velha
Princesa dos Campos Gerais

 


Rua Tiradentes, 853
(Em frente ao Sepam Vestibulares)
Fone: (42) 3224-2634

 

 

 

 
 

 

Colunas


 

 

 

 

 

 

Ponta Grossa, quarta-feira, 18 de junho de 2008


Altair Ramalho é colunista do Diário da Manhã

Todos os dias
Rádio Clube
Às 6:00 horas - Revelações no Ar
TV Educativa
Às 7:30 horas - Jornal das Sete e Meia
Às 19:30 horas - Jornal da Educativa
Tropical FM
Às 18:50 horas - O comentário de Altair Ramalho

A famosa “mosca azul” que é uma metáfora para que os que se deixam seduzir pelo poder, e que quando são picados  caem nos braços do deslumbramento está voando livre, leve e solta nos arraiais da geografia política de Ponta Grossa. Conta a lenda que a picada da “mosca azul”  inocula na pessoa doses concentradas de ambição do poder.

E por menor que sejam as probabilidades do candidato o efeito “mosca azul” anula o seu senso crítico e o impede de enxergar a realidade. É uma das mais fortes eclosões de auto-engano esta que leva o indivíduo a acreditar piamente no imponderável.

A coluna sugere uma leitura, com um dicionário à mão do poema “Mosca Azul”, de autoria do primeiro presidente da Academia Brasileira de Letras, o imortal Machado de Assis.

Ao seu tempo, essa obra machadiana era mais conhecida e recitada do que as músicas de maior sucesso do Roberto Carlos.
 
A peemedebista Indianara Milléo, esposa do cirurgião plástico César Milléo, e quase presidente do Clube da Lagoa está entusiasmada com o convite que recebeu do deputado Jocelito Canto para ser sua companheira de chapa.

Muita gente tem conversado com Indianara Milléo no sentido de que ela bata o martelo e responda afirmativamente a esse convite. Um dos que entraram nesse rol de convencimento foi ninguém menos que Caco Tuma, que noite dessas teve uma longa conversa com a quase candidata a vice-prefeita.

Ontem, Herculano Lisboa, que acha que o grande eleitor de Ponta Grossa é o governador Roberto Requião, dava como praticamente certo o assentimento de Indianara Milléo. “Diria que há uma possibilidade em torno de 99,9 por cento”, dizia o otimista Herculano.

Por volta das 21 horas, Herculano, ao lado de outros peemedebistas, aguardava na “Casa da Sogra” – sede do diretório do PMDB nativo – a presença do deputado Jocelito Canto que, faria o anúncio da composição do seu PTB com o PMDB.
No decorrer do dia de ontem, o pedetista Delmar Pimentel fazia plantão no Tribunal de Contas do Estado para uma conversa com o conselheiro Hermas Brandão. Delmar está em busca da resolutividade de uma pendência que remonta ao tempo em que ele foi presidente da Câmara Municipal de Ponta Grossa.

Um outro ex-presidente, o vereador Gerveson Tramontin Silveira, candidato petista às eleições majoritárias do primeiro domingo de outubro, já passou pelos umbrais desse inferno, e foi salvo com a intervenção do deputado PH.

Como Delmar quer cuidar prioritariamente de sua situação eleitoral, para viabilizar a inserção de seu nome nas eleições de outubro, a decisão do rumo a ser tomado pelo PDT só será tomada – salvo a ocorrência de fatos supervenientes – no dia 28 deste mês, na ante-véspera do prazo final para a realização das convenções partidárias.
Em outra raia, o PPS de Marcelo Rangel e Márcio Pauliki, firmou posição na noite da última segunda-feira, em reunião que aconteceu no quarto pavimento da Super MM da Avenida Vicente Machado, quanto ao posicionamento do partido.

A dobradinha dos sonhos do PPS é aquela que pode ser denominada de “MM” – Marcelo e Márcio.

Ontem, no começo da tarde, Márcio Pauliki teve uma reunião denominada “conselho de família” para fazer uma avaliação do quadro político e de uma eventual entrada sua na condição de candidato às eleições de outubro.

Márcio, diga-se de passagem, é uma das referências do grupo de jovens empresários da cidade de Ponta Grossa e transita com desenvoltura em todos os segmentos da sociedade civil organizada.

A mira de Márcio Pauliki está focada nas eleições majoritárias do ano de 2012. Mas em política tudo é possível, menos cavalo voar!
 
Uma vez configurada a candidatura de Marcelo Rangel, os pepessistas contabilizam, desde já, um generoso espaço no horário da propaganda eleitoral gratuita, claro que contando para tal com a adesão do PP – Partido Progressista e do PDT do senador Osmar Dias.

Vale recordar que o senador Osmar Dias tem reiterado que, em Ponta Grossa, o seu apoio, pela ordem, seria para Delmar Pimentel, em primeiro plano, caso esse decida ser candidato a prefeito.

A seguir, com a não escalação de Delmar o candidato in pectore do senador Osmar Dias seria o deputado Plauto Miro Guimarães Filho, que também não é candidato a prefeito; em terceiro plano, fechando a equação, o candidato pode ser o deputado Marcelo Rangel.

Não há compromisso algum com outras figuras fora desse índex. Aí está incluído, por exemplo, o radialista Sandro Rangel. É Sandro Rangel mesmo. É dessa forma que estaria sendo gestada uma fórmula para adesivar ao nome original do radialista Sandro Alex Cruz de Oliveira, filho do Nilson e da dona Maria Luíza.
 
Última informação: o consórcio partidário liderado pelo PTN ficou com uma boa impressão do prefeito Pedro Wosgrau Filho quando da participação desse na reunião que aconteceu segunda-feira à noite no Planalto Palace Hotel. A química foi boa!
 
E.T.: a coluna foi fechada, ontem, às 21 horas e 20 minutos. É possível, pois, que outros fatos tenham surgido após isso.

 

Contagem regressiva

 

 

Plantão da Cidade OnLine - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho
 - RPR (MT) - 4450
Comercial: Maria Jacira Castilho - Telefones: (42) 3224-2375 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade