Ponta Grossa
Cidade de Vila Velha
Princesa dos Campos Gerais

 

 



 

 

 

 

 

Ponta Grossa, quarta-feira 11 de março de 2009
 
Novas regras para propaganda
devem despoluir visual da cidade
Edgar Hampf - Assessoria

Leia, também:

Política
»
Alysson Zampieri quer Laco
fora da “CPI do Desvio”

» Na Polícia, Handrielly nega o que
disse em conversa gravada pela TV

» Deputado pede linha aérea
da NHT para Ponta Grossa
Geral
»
Calçadão: Trecho recebe
novos passeios e iluminação

» Wosgrau e Requião inauguram
unidade de tratamento de água

» Novas regras para propaganda
devem despoluir visual da cidade

» Projeto Viver Seguro começa hoje
» Presidente da Federação
de Basquete visita secretário

» Momento cívico integra
calendário letivo do Sepam

» “Poesia de Ponta” terá
3ª edição a partir do dia 13

» Educação de Castro desenvolve
projeto “Professores Acolhedores”

» Carambeí presta homenagem
a mulheres destaque da saúde

» Telêmaco Borba discute Plano de
Ação e Metas do Bolsa Família

» Dia Mundial do Rim é lembrado
por Enfermagem da UEPG

Uma audiência com empresários, lojistas e interessados foi marcada para dia 26 de março, na sede da Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa, para tratar da proposta do Executivo Municipal para alterar as regras de propaganda externa em toda a cidade.

“A proposta é para toda a cidade, mas o primeiro ponto é a avenida Vicente Machado, que sofreu uma intervenção importante e que, no entanto, continua visualmente poluída”, aponta o secretário municipal de Planejamento, José Ribamar Krüger.

A proposta do governo, de acordo com Krüger, foi elaborada a partir de estudos levados a efeito pelo Instituto de Planejamento Urbano de Ponta Grossa, e destina-se não só a oferecer um visual bem mais ‘limpo’, aos transeuntes – da avenida e de toda a cidade – como também preservar e manter em condições de visualização o rico patrimônio arquitetônico da cidade.

“Muitas fachadas de alto valor arquitetônico estão hoje escondidas por placas de propaganda e luminosos. Isso é fácil de constatar em toda a cidade. Queremos que essas construções importantes sejam possíveis de ver e admirar por todas as pessoas”, explica.

O ponto principal, além da preservação do patrimônio cultural, é a estética. “Ruas inteiras são poluídas por placas colocadas sem qualquer regra. Estamos criando um ordenamento claro e de fácil aplicação para que todos os lojistas e empresários tenham condições de expor seus produtos e suas marcas de forma adequada, porém sem prejudicar a visualização da própria rua, dos imóveis e, em alguns casos, até de sinais de trânsito e placas indicativas”.

Diálogo
De acordo com o secretário Krüger, assim como ocorreu com as intervenções na avenida Vicente Machado e no Calçadão, essa audiência coletiva foi marcada para permitir que a comunidade, principalmente aquela parcela diretamente atingida pelas mudanças propostas, tenha a oportunidade de fazer-se ouvir. “Estaremos, eu e a equipe da Secretaria de Planejamento, prontos para ouvir todas as dúvidas e indagações e para explicar, em detalhe, todos os pontos da reforma que pretendemos ver implantada”.

Além dessa audiência coletiva, o secretário informa que as alterações propostas pelo governo serão submetidas à Câmara Municipal. “Estamos propondo uma alteração na lei e a comunidade terá também a oportunidade de discutir essa proposta durante a tramitação do projeto, no Legislativo Municipal. Qualquer dúvida ou questionamento poderá ser feito diretamente, nessa reunião marcada prioritariamente com os lojistas, no dia 26 de março, mas também durante as discussões sobre a proposta, na Câmara Municipal”, informa o secretário.

 






Turismo
de Ponta
Grossa e Região

 

 

Plantão da Cidade OnLine - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho
 - RPR (MT) - 4450
Comercial: Maria Jacira Castilho - Telefones: (42) 3224-2375 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade