Ponta Grossa - Paraná
A Princesa dos Campos Gerais
Cidade de Vila Velha
 Ponta Grossa, quarta--feira 10 de fevereiro de 2010






 

 

Cultura prepara desfiles do
Carnaval de Ponta Grossa
Edgar Hampf - Assessoria

A secretária municipal de Cultura, Elizabeth Silveira Schmidt, que está coordenando a programação pública do carnaval ponta-grossense de 2010, “o Carnaval da Alegria”, revelou nesta terça-feira que quase todos os preparativos estão prontos. De acordo com a titular da pasta de Cultura e Turismo, as ações programadas, inclusive o apoio dado pelo governo municipal às escolas de samba, vão garantir uma festa “de grande alegria e, esperamos, completa paz para todos os participantes”.

Já estão definidos os desfiles: no dia 13 de fevereiro, sábado de Carnaval, vão para a avenida Vicente Machado, a partir das 20h, as escolas de samba Águia de Ouro, Ases da Vila, Baixada Princesina e Globo de Cristal. Nesse dia será também definido quem são as campeãs do Carnaval de Rua. Todas voltam, no dia 15 – segunda-feira – para o desfile de premiação, também na avenida Vicente Machado.

O concurso, informa Elizabeth, é uma realização conjunta da Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, e a Liga das Organizações Carnavalescas de Ponta Grossa.

No desfile, cada escola terá um mínimo de 25 minutos e um máximo de 30 para atravessar o trecho indicado da avenida. Cada uma deverá levar para a avenida, obrigatoriamente, uma comissão de frente, com sete integrantes; uma ala das baianas, com no mínimo seis pessoas; 25 integrantes na bateria, mais dois carros alegóricos, pelo menos, e um total não inferior a 120 pessoas.

Para a premiação, serão julgados os quesitos enredo, comissão de frente, mestre-sala e porta-bandeira, evolução, carros alegóricos, fantasias e adereços (alegorias de mão), samba enredo e bateria. As três escolas que obtiverem os melhores pontos serão premiadas com troféus de primeiro, segundo e terceiro lugar, respectivamente.

Segundo a secretária, a programação oficial de Carnaval inclui também, na sexta-feira de Carnaval, dia 12 de fevereiro, o Baile Municipal, que acontece no clube Princesa dos Campos – Verde, quando serão também desenvolvidos os concursos de fantasias e para escolha da Rainha do Carnaval.

Ornamentação de rua
“É importante também deixar claro que vamos usar a base da decoração natalina – que muita gente, desavisada e sem saber do que falava, reclamou de ainda estar na avenida – para a decoração específica do Carnaval. Acabamos economizando tempo e dinheiro do contribuinte, ao optar por deixar a iluminação de Natal por um pouco mais de tempo”, explica a secretária de Cultura e Turismo.

A decoração, que será instalada nas próximas horas, seguirá o tema “Carnaval da Alegria” e será baseada em temas florais.

Também os preparativos para o Baile Municipal estão sendo finalizados. Os convites devem ser entregues a partir desta quinta-feira, na Vila Hilda, onde estarão disponíveis aos interessados – mediante a doação de 1 kg de alimento não perecível. “Ninguém vai levar alimento no baile de Carnaval, e ninguém deve chegar no Baile Municipal sem convite.

Os convites estarão disponíveis já nesta semana para o baile, que será dia 12, próxima sexta-feira, na sede urbana do clube Princesa dos Campos”, adianta Elizabeth, acrescentando: “todos estão convidados, mas o acesso é limitado ao número de convites, ou seja, ao público máximo que comportam os salões do clube”.

Carnaval democrático
Para a secretária Elizabeth Schmidt o carnaval é, por essência, “uma festa democrática, essencialmente popular, de congraçamento, para diversão e alegria”. Segundo ela, a prefeitura tem desenvolvido os esforços necessários para que o carnaval esteja à altura das expectativas.

“Temos que manter a tradição e atender à expectativa daqueles que querem ver um carnaval animado, de bom gosto e exuberante”, destaca. Segundo Elizabeth, o município investe na área como em outros setores da Cultura: “como manifestação cultural legítima, o carnaval deve ser preservado, incentivado e apoiado. Estamos fazendo isso desde que começamos nossa jornada à frente da Secretaria de Cultura, aperfeiçoando os métodos de acompanhamento de todo o processo, inclusive com a destinação crescente de recursos para as escolas de samba. Mas eu acredito que a idéia do carnaval, o espírito carnavalesco, que pode se revelar um importante fator de vivência cultural e mesmo uma ferramenta turística, pode e deve ser compartilhado também por outros setores da comunidade. Hoje muito do carnaval depende da iniciativa do poder público. Mas a iniciativa privada também pode oferecer ações e opções para essas festas, principalmente o comércio e o setor de serviços e de lazer. Afinal de contas, para muitos o carnaval representa um período especial do ano, mas essa peculiaridade parece estar sendo ignorada por parte do empresariado”.

A secretária lembra que num passado não muito distante mesmo as escolas de samba conseguiam suporte econômico com empresas locais: “empresários de visão e aficionados pelo carnaval já viram nessa festa uma oportunidade. Mas com o passar do tempo essa visão foi ficando mais e mais escassa e hoje a festa praticamente sobrevive pela força de vontade de alguns dirigentes de escolas de samba e pelo suporte que a prefeitura, através da Secretaria de Cultura, garante”.

Escola atrasada perde verbas
O concurso das escolas de samba do Carnaval 2010, já disponível no site da Prefeitura de Ponta Grossa – www.pontagrossa.pr.gov.br – prevê punição rigorosa para as escolas de samba que perderem o passo, quer dizer, que atrasarem a entrada ou demorarem demais para cumprir o trecho da avenida Vicente Machado destinado ao desfile público.

O item 8 do regulamento é claro: “cada estola terá um tempo mínimo de 25 minutos e se ficar abaixo disso será penalizada em um ponto, e no máximo 30 minutos, para realizar o desfile a partir do início até o ponto de finalização.

Caso ultrapasse os 30 minutos será penalizada em um ponto por minuto, a partir do 31º minuto”. Mas não é só: se um carro alegórico sofrer pane, durante o desfile, deverá ser retirado dentro do tempo máximo de desfile, “sofrendo punição conforme descrito” no tópico já mencionado.

O rigor com o horário também está presente no item 16 do regulamento: “as escolas que atrasarem o início de seu desfile serão penalizadas com verba 10% menor que as outras escolas, para realização do desfile de 2011”.

Segundo a secretária Elizabeth Schmidt, essas providências são necessárias para garantir “que todos que prestigiem os desfiles sejam tratados dentro do que esperam: e que as escolas cumpram o horário, dentro da expectativa de todos, até como demonstração de respeito a quem está assistindo, seja ao vivo ou pela TV”.


 



Plantão da Cidade OnLine - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho
 - RPR (MT) - 4450
Comercial: Maria Jacira Castilho - Telefones: (42) 3028-2377 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade