Ponta Grossa - Paraná
A Princesa dos Campos Gerais
Cidade de Vila Velha
 Ponta Grossa, sexta-feira 18 de maio de 2012






 

 

Polícia Militar de PG presta
homenagem ao patrono
Assessoria 1º BPM

Durante a sua carreira policial-militar, o coronel Joaquim Antônio de Moraes Sarmento cumpriu as mais difíceis e arriscadas missões, sempre se destacando. Entrou para a história do Paraná logo em sua primeira missão: o combate de Irani, na Campanha do Contestado, em 1912. A batalha envolveu Paraná e Santa Catarina em disputas fronteiriças. 64 policiais foram cercados por 400 caboclos numa luta “Corpo a Corpo”; Sarmento foi ferido com um golpe de facão na face, perdendo o olho direito, na tentativa de defender seu comandante, coronel João Gualberto.

Mesmo ferido continuou lutando, incentivando seus companheiros a prosseguir, mas desfaleceu no campo de batalha. Tido como morto sobreviveu graças a assistência de uma velha sertaneja. Coronel Sarmento participou de todas as operações revolucionárias no período de 1912 a 1926 e, inclusive, comandou a tropa paranaense na Revolução de 1924.

Em 21 de Abril de 1934, Sarmento faleceu no Dia de Tiradentes - patrono das Polícias Civis e Militares do Brasil.

O heroísmo do Coronel Sarmento foi avivado na manhã desta quinta-feira, no Hasteamento da Bandeira em frente ao quartel do 2º GB, onde os policiais se reuniram para prestigiar a leitura da “Ordem do Dia”, alusiva ao Patrono da PMPR.

 





 

 

Plantão da Cidade OnLine - Rua Antônio Vieira, 295 - Bairro São José - Ponta Grossa - PR
Jornalista Responsável: Luiz Carlos Castilho
 - RPR (MT) - 4450
Comercial: Maria Jacira Castilho - Telefones: (42) 3028-2377 - (42) 9119-1523
- As informações e conceitos emitidos em colunas, matérias e artigos assinados são de inteira
responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião do Plantão da Cidade